quarta-feira, 3 de julho de 2013

Corujão 2013 é realizado com sucesso
Por Thaís Helena Amaral

Um dos eventos mais esperados do ano, a tradicional aula corujão do CP² foi realizada na madrugada do dia 15 para 16 de junho com sucesso. Pela primeira vez organizado no mês de junho, o Corujão chamou os alunos a vencer o frio e a passar uma noite descontraída tendo aulas interdisciplinares e interativas no Lar Anália Franco.

Alunos interagem durante aulas na madrugada (Fotos: Gustavo Duarte)

“Um dos principais objetivos da aula Corujão é o de abordar assuntos pertinentes, que muitas vezes não são tratados durante o ano letivo por falta de tempo, através de uma perspectiva interativa e interessante, que estimule os alunos”, conta Murilo Medeiros, professor de matemática e um dos organizadores do evento em 2013.
A maioria das aulas foi interdisciplinar e tratou de temas atuais e abrangentes como “Vegetarianismo”, “Universo” ou “Emoções”. Para Karina Rodrigues, aluna do CP² desde o início do ano passado, a escolha de temas instigantes prende a atenção dos estudantes por toda a madrugada. “Posso dizer com absoluta certeza que não há espaço para sono ou cansaço nesta noite”, afirma.

Os professores Guilherme Borçal (Geografia), Murilo Medeiros (Matemática) e Matheus Cury (História), da esquerda para a direita, durante aula com o tema “Futebol e Conflitos”

Em sua quarta edição, o Corujão 2013 contou com a presença de 55 alunos e 18 colaboradores. As aulas tiveram início às 22h da noite de sábado e se encerraram às 6h da manhã de domingo, quando foi servido um farto café da manhã a todos os presentes.

Clima de descontração é característica marcante da noite

 A experiência de virar uma noite estudando em clima mais descontraído proporciona integração entre alunos e professores de uma forma única, que só é obtida no Corujão. Os participantes são convidados a ficar à vontade e muitos optam por vestir seus pijamas e pantufas mais confortáveis.

A professora Tatiana Theoto (ao centro) posa para foto com alunos

Mas é a dedicação e o trabalho sério que pautam a preparação das aulas escolhidas pelos professores. Para Serena Labate, professora de História da Arte do CP², “uma das coisas mais legais do Corujão é de dois ou mais professores, muitas vezes de áreas diferentes, conseguirem encontrar um assunto que tangencie suas especialidades e seus interesses juntamente com o interesse dos alunos e a relevância do tema”.
E os alunos reconhecem o resultado desse esforço. “Há algo que vejo nos nossos professores, que chama atenção e torna tudo especial: paixão”, opina Karina. “Toda aquela alegria, dedicação, carinho e entusiasmo nos dão força e orgulho de fazer parte desse projeto”, complementa.

A ONG Cursinho Prof. Chico Poço é uma organização civil sem fins lucrativos, que visa anualmente investir em sonhos de centenas de jovens de Jundiaí e região. Trata-se de um cursinho pré-vestibular popular, que tem como público-alvo estudantes que desejam ingressar em uma universidade de qualidade, porém não apresentam condições financeiras para preparar-se fazendo outros cursinhos pagos.

0 comentários:

Postar um comentário

COMO O CP² FUNCIONA

Voluntários

São mais de 50 voluntários trabalhando todos os dias pela educação

Grade horária

Aulas de segunda a sexta, das 19h às 23h, e também aos sábados, com plantões diários

Simulados e eventos

Preparamos os nossos vestibulandos formal e informalmente, com provas simuladas e eventos que incentivam os alunos

120

vagas para alunos

82

aprovações
can