domingo, 17 de abril de 2016

9 dicas de estudo do nosso aprovado em medicina na Unicamp!


Lucas Prado, ex-aluno do CP² que foi aprovado em medicina na Unicamp, tem dicas para que você também seja aprovado no curso dos seus sonhos. Confira!

1) Monte um cronograma

Para começar qualquer rotina nova, é preciso adaptação, mas não deve ser uma adaptação prolongada. O ideal é tirar o primeiro mês de estudos para testar possibilidades e, a partir dessa experiência, estabelecer uma rotina frequente, montar um cronograma, estabelecer metas de redações semanais e resolução de exercícios, dando atenção especial às matérias que são específicas ou possuem maior peso no vestibular.

2) Pesquise os diferentes vestibulares

É muito importante conhecer o estilo de questão que cada prova possui. Estudar para o Enem é diferente de estudar para a Fuvest, a Unicamp e a UNESP. Mesmo estas universidades possuem estilos diferentes de provas, logo é fundamental conhecer as questões dos anos anteriores. Isso pode ser feito no sites das respectivas faculdades, que disponibilizam as provas anteriores. A Unicamp, por exemplo, disponibiliza um material com respostas de pessoas acima e abaixo da média, o que se torna uma ferramenta importante para saber como responder a uma questão de segunda fase. 

3) Comece a prova pelas matérias em que tem mais facilidade

Começar pelas matérias que tem facilidade é um ótimo truque, nunca resolver pela ordem linear das questões. Isso porque começar pela matéria que temos mais dificuldade demanda mais tempo para pensar e pode atrapalhar o tempo restante de prova. É importante lembrar que passa no vestibular quem acerta mais e não quem acerta tudo. Então, comece se garantindo nas matérias que possui mais facilidade. 

4) Frequente os plantões de dúvidas

O processo de aprendizagem passa pelos erros, não sanar as dúvidas atrasa as matérias e compromete o aprendizado dos próximos assuntos. Os plantões de redação e das matérias específicas devem ser frequentados semanalmente. 

5) Mantenha-se saudável

É muito importante se manter saudável para encarar uma rotina de estudos. Se engana quem pensa que pode deixar os estudos para a última tarefa do dia, se o fizermos estaremos cansados e indispostos e o aprendizado não renderá. Na hora do estudo, o importante é a qualidade e não a quantidade. No meu caso, optei por fazer práticas meditativas, que me ajudaram no controle do emocional além de potencializar a concentração e a atenção. Existem aulas de como meditar no YouTube, mas quem optar pelo exercício físico também é uma boa escolha. 

6) Faça os simulados

Os simulados são importantes para a fixação do aprendizado e para conseguir entender onde e em quais matérias está com dificuldades.  Estudando pelas dificuldades e sanando-as é possível potencializar o aprendizado e ir bem nas próximas provas. 

7) Ajuda para decorar as fórmulas 

Os post-its fizeram parte da mobília da minha casa durante esse ano, pois ajudam a lembrar as fórmulas. Cole em todas as paredes possíveis. 

8) Defina seu curso

É preciso saber qual curso quer para poder montar um cronograma de estudos voltado para as matérias específicas. A escolha do curso também define a carga horária de estudos que será demandada. Acredito que não exista matéria ruim ou difícil, tudo é uma questão de familiaridade e hábito com o assunto e com os temas. Quanto mais se empenhar em tentar entender o assunto, mais fácil ele vai ficando. 

9) Descomplique

Uma dica importante é procurar sempre desconstruir a ideia de que quem gosta de exatas não aprende humanas e vice-versa. Eu mesmo tinha dificuldade com física e terminei o cursinho adorando essa matéria. O que mudou? A forma como eu passei a encarar o assunto. Passei a pensar positivamente e pensar assim faz toda a diferença. Os alunos devem sempre pensar: "Eu posso e consigo entender essa matéria". Com empenho e dedicação, passar no vestibular é só uma questão de tempo! 

A ONG Cursinho Prof. Chico Poço é uma organização civil sem fins lucrativos, que visa anualmente investir em sonhos de centenas de jovens de Jundiaí e região. Trata-se de um cursinho pré-vestibular popular, que tem como público-alvo estudantes que desejam ingressar em uma universidade de qualidade, porém não apresentam condições financeiras para preparar-se fazendo outros cursinhos pagos.

2 comentários:

  1. Quantas horas de estudo por dia? E quanto tempo tentando ingressar na faculdade de med?

    ResponderExcluir
  2. Parece que ele estudou um ano e meio para conseguir.

    ResponderExcluir

COMO O CP² FUNCIONA

Voluntários

São mais de 50 voluntários trabalhando todos os dias pela educação

Grade horária

Aulas de segunda a sexta, das 19h às 23h, e também aos sábados, com plantões diários

Simulados e eventos

Preparamos os nossos vestibulandos formal e informalmente, com provas simuladas e eventos que incentivam os alunos

120

vagas para alunos

82

aprovações
can